GoBotMobile
top of page
  • Macedo

Quem comanda a recarga de um carro elétrico? O carro ou o carregador?

Atualizado: 22 de nov. de 2023


Uma queixa que ouvimos frequentemente dos proprietários de carros elétricos é que o carregador não está carregando o veículo na velocidade que deveria.


Muitos destes novos usuários, ao comprar o seu carro elétrico e sem ter conhecimento detalhado de como funciona o carregamento deste tipo de veículo, acabam frustrados por conta de alguns detalhes que não lhe são explicados adequadamente no processo de compra do seu carro elétrico.


Este artigo tem como objetivo esclarecer alguns pontos relevantes para que os usuários de veículos elétricos possam entender e conviver bem com as questões relacionadas à recarga do seu veículo, seja na sua casa, trabalho ou em carregadores públicos.


Quem comanda a recarga de um carro elétrico é o carro, não o carregador!


Os carregadores de carros elétricos do tipo portátil ou Wallbox são, essencialmente, dispositivos de controle e segurança. A energia "flui" através do carregador, mas o mesmo não tem a capacidade de controlar a quantidade de energia (ou corrente) que passa por ele. Em eletricidade, quem comanda a quantidade de corrente que passa por um circuito é a carga, e não a fonte. Por isso, o carregador é um mero "coadjuvante" quanto se trata da corrente/potência consumida pelo carro, o que determina a velocidade de carregamento.


A importância da limitação de corrente no carregamento de veículos elétricos


O carregador pode - sim - informar ao carro qual é a potência (ou corrente) máxima que o carro pode consumir em um determinado momento. Isso é muito importante porque o circuito elétrico que alimenta aquele carregador pode ter uma limitação de corrente que precisa ser respeitada pelo veículo no processo de regarga.


Para informar ao carro qual é o limite de potência que o mesmo pode consumir, o carregador utiliza um sinal PWM (pulse width modulation, ou "modulação por largura de pulso"), transmitido através de um dos condutores do cabo de recarga, chamado de "piloto".


Desta forma, assegura-se que o carro não irá "puxar" mais energia do que o circuito a que está conectado suporta, e desta forma não oferecerá riscos à segurança elétrica no processo de carregamento.


Ciclo de carga da bateria e ajustes do veículo


Mesmo que o carregador não esteja "limitado" (o que se dá pela informação ao veículo da corrente máxima permitida através do cabo piloto), o processo de recarga ainda pode acontecer em velocidade/potência menor do que a esperada.


E - novamente - o "culpado" por isso é sempre o carro - não o carregador!


Algumas coisas podem levar a uma recarga mais lenta do que o esperado:


1) O módulo de carga do veículo tem potência menor que o carregador ao que ele está conectado

Não adianta ligar um carro com módulo de carga de 3,6kW em um carregador de 7kW. O módulo de carga do veículo irá definir, neste caso, a potência e a velocidade de recarga. Esta questão é ainda mais confusa quando se tratam de carregadores trifásicos, pois a potência de carregamento pode ser ainda menor. Por exemplo, um carro com módulo de carga monofásico de 7kW ligado a um carregador trifásico de 11kW irá carregar não em 7kW, mas em 3,6kW ! Isso porque a corrente máxima suportada por um carregador de 11kw é de 16A, e se o veículo tiver um módulo de carga monofásico, ele irá carregar com 220V/16A monofásico, o que dá uma potência de 3,6kW e não 7kW! Por isso, o carregador de 7kW é o padrão mais usado no mercado. Este carregador trabalha com corrente de 32A e pode ser encarado como o "carregador universal" (veja nosso outro post neste blog sobre os tipos e potência de carregadores disponíveis).


2) O ciclo de carregamento do veículo

Para otimizar a performance e a vida útil da bateria, os carros elétricos possuem um sistema de gerenciamento da bateria (BMS - Battery Management System). Este sistema é responsável por definir a curva de carregamento e o valor da corrente/potência consumida durante o processo de recarga. Este ciclo normalmente começa com uma corrente mais alta e vai diminuindo conforme a bateria vai chegando ao limite de carga. Portanto, independente do limite de potência informado pelo carregador ao carro, o carro pode trabalhar abaixo deste limite de potência, como forma de diminuir o estresse sobre a bateria no processo de recarga.


3) Os ajustes do veículo, realizados pelo próprio usuário

A maioria dos carros elétricos possuem ajustes que permitem ao proprietário definir alguns parâmetros no processo de recarga. Estes ajustes permitem definir, por exemplo, qual é a carga máxima da bateria (normalmente, vem programado de fábrica para 80%). Aliás, esta é uma outra reclamação recorrente de alguns usuários menos informados - uma vez que o veículo interrompe o processo de carregamento quando a bateria é carregada a 80% de sua capacidade. Outro parâmetro disponível nos ajustes de alguns veículos é a corrente/potência máxima de carga. E este ajuste faz com que o carro consuma menos corrente que o carregador pode fornecer/suportar.


Como obter a máxima velocidade no carregamento de veículos elétricos?


Bom, em primeiro lugar, é preciso entender se você precisa carregar o seu veículo na máxima potência disponível. Se você carrega o seu carro em casa, durante a noite, talvez não precisa utilizar toda a potência que pode ser "entregue" pelo carregador. Na verdade, é até preferível carregar o carro com uma potência menor, pois isso causa menor aquecimento e por consequência menor perda de energia no processo de carregamento, além de estender a vida útil da bateria do seu veículo elétrico.


Se você precisa de um carregamento rápido para o seu carro elétrico, preste atenção aos fatores acima, principalmente nos ajustes de carregamento oferecidos pelo próprio veículo. A culpa por um carregamento lento - via de regra - não é do carregador! Ele só está fazendo o seu trabalho em garantir a segurança da instalação, do veículo e das pessoas.


Quer saber mais? Fale com a gente.


*Nota - este artigo baseia-se na tecnologia de carregamento AC (corrente alternada). O carregamento DC tem características específicas que serão abordadas em um futuro próximo. Fiquem ligados!






505 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page